sábado, março 2, 2024
Início 2021 junho

Arquivos Mensais: junho 2021

ONG Solidariedade e Paz abre cadastro para comunidades ou instituições na campanha A Fome Dói

Dor e sofrimento, só quem passa fome sabe como é sentir na pele a pobreza

Na atual circunstância em que ainda vivemos de pandemia, o Brasil foi atingido de maneira bastante desigual. Assim como o estado do Maranhão, considerado como o estado mais pobre do Brasil onde mais brasileiros vivem em extrema pobreza, segundo IBGE. Por esse motivo, a ONG Solidariedade e Paz, lança a campanha com o objetivo de ajudar até o final do ano aproximadamente 100 mil pessoas de todos os cantos do Maranhão.

Com o tema “A Fome Dói – Ajude a matar a fome no Maranhão”, um grito de socorro de crianças, adultos, idosos e famílias carentes precisando de assistência, palavras de muita dor e sofrimento, pois só quem passa fome sabe como é sentir na pele a pobreza. A instituição pretende atingir o público alvo, através de cadastro de comunidades, municípios e instituições, com isso, o número a ser alcançado é de 20 mil famílias.

Está aberto o cadastro para instituições e comunidades de todo o Maranhão para participarem da Campanha A Fome Dói. Será realizada uma avaliação nos cadastros e averiguado a autenticidade das informações passadas. Ao longo que forem sendo arrecadado as doações, a equipe da ONG Solidariedade e Paz e seus parceiros, irão realizar a logística de entregas de acordo com as comunidades ou instituições prioridades listadas pela equipe.

Obs: Prioridade é aquela comunidade ou instituição mais carente, sem acesso a saneamento, a saúde pública e que tenha renda inferior a de uma vida digna.

Para cadastrar sua comunidade ou instituição, basta acessar o site: https://www.ongsolidariedadeepaz.com ou pelo Instagram da ONG: @ongsolidariedadeepaz.

O presidente da ONG, Axel Jhone, conta que teve a ideia da campanha a partir de uma matéria que chamava atenção para doações de cestas básicas de uma potencial empresa multinacional, para o combate à fome de um estado brasileiro. “Comecei a me perguntar quantas vezes o Maranhão foi visto por empresas de grandes portes, quase nenhuma, famílias aqui também passam fome. Daí tive o insight de fazer a maior campanha de combate à fome no Maranhão, pois nosso Estado precisa ser visto, reconhecido e ajudado também” comenta.

Para Assessora de Imprensa, Suzane Mesquita, essa campanha deve ultrapassar os limites do estado. “O Maranhão é um estado com mais de 7 milhões de habitantes e a estimativa é que quase 1,4 milhão de pessoas passam fome, número que aumentou ainda mais durante a pandemia. Nosso objetivo é motivar pessoas, empresas, meio de comunicações e autoridades a entrar de cabeça nessa campanha” finaliza.

Como vai funcionar?

A campanha será dividida em etapas e ocorrerá durante todo o ano de 2021. A primeira etapa será o cadastro de comunidades e instituições de todo o maranhão, logo após a equipe da ONG irá selecionar as comunidades que irão receber as primeiras remessas de doações, assim que forem sendo arrecadadas. O time de campo da ONG irá visitar as comunidades para formalizar através de um questionário aquele público alvo e logo após iniciar as entregas. Vale lembrar que qualquer pessoa ou empresa pode se unir a nós e ajudar a matar a fome no Maranhão.

Além disso, também contará com os #EMBAIXADORES da campanha, que poderão ser pessoas físicas ou jurídicas que queiram firmar um compromisso de atingimento da meta. Cada Embaixador (a) receberá um KIT de informações e diretrizes, eles serão os “influenciadores” da campanha.

Como ajudar?

Por meio do site da ONG, pode ser encontrado a aba da campanha e as formas de ajuda, que pode ser com cesta física ou digital (transferindo o valor da cesta básica), doando qualquer valor, ou caso você tenha alguma empresa pode está se tornando parceira, através do link Empresa Solidária, em prol de contribuir ao combate à fome. Essas e outras informações podem ser vista no site da ONG Solidariedade e Paz.

Site

O site da ONG já encontra disponível, www.ongsolidarieadeepaz.com, nele é possível conhecer sobre a organização e os principais projetos que a instituição já fez, como “Ações Emergenciais ”, “Circo Alegria Alegria”, “Solidariedade Show de Vida”, “Adote um Vovô” e dentre outros projetos sociais. A instituição também vem preparando o Hemocentro Online, com o propósito de aumentar o estoque de bolsa de sangue nos hemocentros da cidade, que por meio do site as pessoas poderão se cadastrar para ajudar vidas que precisam de sangue. Também é possível se inscrever para fazer parte do programa de voluntários, que utiliza a inteligência artificial Márcio, para realizar o primeiro contato com os futuros candidatos.

Sobre a ONG Solidariedade e Paz:

A Instituição embaixadora da Organização das Nações Unidas (ONU), sediada em São Luís – Ma, está a frente na luta das causas sociais há aproximadamente 7 anos, dando assistência às comunidades carentes, hospital de câncer, idosos, crianças e diversos outros públicos carentes na capital maranhense e também no interior do estado, tendo já beneficiado mais de 70 mil famílias. Atualmente, a instituição conta com mais de 160 voluntários cadastrados em seu programa de voluntariado, dispondo mais de 1000 pessoas que passaram e contribuíram para solidariedade no Maranhão.

Durante a pandemia da Covid-19 a ONG contou com números surpreendentes de ajuda humanitária. Uma delas foi a Live da Marília Mendonça, que através da empresa 4Mãos entretenimento, doaram cerca de 800 kits de alimentos e 200 cestas básicas e distribuídas a mais de 30 instituições e comunidades no estado do Maranhão. Ainda no ano de 2020, por meio da campanha União Brasil/Ma, a instituição fechou uma importante parceria com o maior Rally dos sertões da américa, que ajudou na doação de mais 3 mil cestas básicas nos municípios de Carolina, Bacabal e Barreirinhas e a Fundação Coca Cola que doou aproximadamente 4.7 mil cestas básicas. Até o momento a instituição já ajudou mais de 55 mil pessoas durante a pandemia e pretende duplicar esse número em 2021.

Para mais informações sobre a Campanha A Fome Dói – Ajude a matar a fome no Maranhão:

Márcio Inteligência Artificial – 98 98427-4914

https://www.ongsolidariedadeepaz.com/

Instagram: @ongsolidariedadeepaz

Assessoria de Imprensa ONG Solidariedade e Paz

Imprensa@ongsolidariedadeepaz.com

Suzane Mesquita (98) 98249-4352

URGENTE: Anvisa identifica adulteração de Coronavac no Maranhão e alerta os estados sobre esse risco

Instituto Butantan foi acionado para avaliar produto suspeito

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enviou às secretarias estaduais de Saúde e às diretorias/superintendências estaduais de Vigilância Sanitária um ofício-circular alertando para a possibilidade de adulteração de frascos da vacina CoronaVac. Desde maio, técnicos da Agência investigavam um possível episódio de falsificação, notificado no estado do Maranhão.

Durante a investigação, o Instituto Butantan foi contatado para avaliar o produto suspeito, confirmando que este não mantinha mais suas características originais.

De acordo com a apuração, houve reaproveitamento de um frasco vazio de CoronaVac para introdução de um líquido diferente do da vacina dentro do recipiente, bem como o uso de uma cola para fixar o lacre de alumínio à tampa.

A Anvisa solicita que os aplicadores de vacina observem se os frascos mantêm as características originais e os dispositivos de segurança intactos.

A Agência recomenda, ainda, que os frascos sejam inutilizados após esvaziados e que qualquer irregularidade seja comunicada à Anvisa via Notivisa.

Veja abaixo á nota da Anvisa:

Prezados Senhores,
1. Identificamos ocorrência de caso confirmado de adulteração de unidade da Vacina
Coronavac, mediante a avaliação do frasco suspeito, cujas imagens demonstravam forte indício de
adulteração da vacina, provavelmente por reutilização de frasco vazio, com rotulagem e número de
lote genuínos e permitiram que a adulteração da vacina.
2. O frasco apresentava características que levantaram a suspeita no notificador, como
líquido transparente (e não translúcido como o produto original), e o lacre de alumínio aderido à
tampa com uma espécie de cola.
3. Conforme investigação realizada por esta GGFIS, conjuntamente com a autoridade
local, concluímos que a unidade da vacina em questão não conservava suas características
originais, tendo sido adulterada.
4. Reforçamos a importância dos profissionais de saúde responsáveis pela aplicação
das doses serem orientados a verificar a aparência dos frascos das vacinas disponibilizadas e as
características dos produtos, para garantir que estejam conforme as vacinas aprovadas e que seja
possível verificar a integridade de lacres e dispositivos de segurança do material.
5. É prudente a adoção de medidas visando uma destinação adequada aos frascos
utilizados, prevenindo desvios, incluindo em suas rotinas alguma atividade de reconciliação ou
inutilização dos frascos/rótulos vazios, visando evitar que estes possam ser reaproveitados.
6. Solicitamos que qualquer caso suspeito seja comunicado a esta Gerência Geral por
meio do Notivisa.

COM INFORMAÇÕES DO BLOGUE MARANHÃO HOJE

Lázaro é baleado e morto em Goiás no 20º dia de buscas


Ele era procurado por uma força-tarefa policial desde o dia 9 de junho após matar uma família em Ceilândia, no DF. Aos 32 anos, Lázaro já tinha extensa ficha criminal, fugiu três vezes da prisão e era acusado de diversos crimes desde 2007.

Lázaro Barbosa foi morto após ser baleado em Águas Lindas de Goiás, nesta segunda-feira (28), no exato 20º dia de uma megaoperação que contou com mais de 270 policiais (ASSISTA AO VÍDEO ACIMA). Procurado por uma força-tarefa desde o dia 9 de junho, Lázaro foi atingido após atirar diversas vezes contra policiais e tinha R$ 4,4 mil em dinheiro no bolso 
“Ele descarregou uma pistola, possivelmente 380, em cima do policiais”, disse Rodney Miranda, secretário de segurança pública de Goiás. Ainda de acordo com o secretário, Lázaro foi socorrido com vida, mas chegou morto ao hospital. Ele tinha 32 anos.
Condenado por assassinatos e estupros, o fugitivo da Justiça era procurado por uma série de crimes na Bahia, no Distrito Federal e em Goiás. Com conhecimento de mata, Lázaro sabia se disfarçar em vegetações e fugia por rios para não deixar rastros.
Após ser baleado, Lázaro foi levado por uma viatura do Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Bom Jesus, e a morte foi confirmada pela Polícia Técnico-Científica de Goiás. Por volta de 11h10, uma viatura do Instituto Médico Legal (IML) chegou aos fundos da unidade de saúde.
As buscas por Lázaro, que causaram intensa mobilização no país, começaram após a morte de quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal, em 9 de junho.
Quando foi capturado, policiais comemoraram a prisão.
 Em Águas Lindas de Goiás e em Cocalzinho, moradores chegaram a soltar fogos de artifício.
Em entrevistas a jornalistas após a morte de Lázaro, o secretário Miranda afirmou que a sensação era de “missão cumprida”, após dias sem descanso da força-tarefa.

Com informações do G1

Lázaro criou perfil fake para ter informações sobre sua caçada

0

O fugitivo Lázaro Barbosa, 32 anos, criou um perfil fake no Facebook para acompanhar as notícias sobre as suas buscas. Ele utilizou um aparelho celular roubado para criar a conta. A polícia já monitorava o telefone, que foi levado pelo suspeito no último dia 15, quando ele invadiu uma chácara e fez três pessoas da mesma família reféns. As vítimas foram resgatadas por uma força-tarefa em uma dramática ação que resultou em troca de tiros.

De acordo com as informações da polícia, depois de escapar do cerco policial, o serial killer ficou até 18 de junho com o celular e, mesmo no meio da mata, criou um perfil com nome de Patrik Souza. Os investigadores acreditam que ele usou as redes sociais para acompanhar notícias do caso e ver reações na rede social.

Chamou a atenção dos agentes que monitoravam o sinal o fato de Lázaro ter colocado na imagem de apresentação pessoal a foto de um helicóptero durante as buscas que, neste sábado (26/6), completam 18 dias.

Após solicitação, prefeito de Pio XII-MA Aurélio Sousa, faz entrega de cadeira de rodas.

O prefeito de Pio XII-MA Aurélio Sousa, depois de ter atendido uma solicitação de um amigo que informou para ele, que tinha um senhor que estava precisando com urgência de uma cadeira de rodas. Após atender a solicitação para doar uma cadeira de rodas para um senhor de idade por nome de Francisco das Chagas, o prefeito foi até a residência do seu Francisco e fez a entrega pessoalmente. Vejam no video abaixo do gestor que se preocupa com o bem estar da população de Pio XII.

Nise Yamaguchi processa senadores da CPI e pede R$ 320 mil em danos morais

0

Médica requer indenização de R$ 160 mil por parte dos senadores Otto Alencar e Omar Aziz.

A médica Nise Yamaguchi processou os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia, e Otto Alencar (PSD-BA).

Segundo a CNN Brasil, a imunologista pede indenização de R$ 160 mil por danos morais a cada um dos parlamentares após prestar depoimento à CPI, no dia 1° de junho.

De acordo com o canal de TV, a especialista alega ter sido vítima de misoginia, preconceito às mulheres e humilhação durante a oitiva no colegiado.

Na ação, a médica diz que Aziz e Alencar ultrapassaram o direito legal da imunidade parlamentar e “perpetraram um verdadeiro massacre moral”.

Na visão dos advogados de Nise, os senadores agiram “intencionalmente com morbo e com deliberada crueldade no escopo de destruir a imagem da médica perante toda a sociedade brasileira”.

“(Nise Yamaguchi) Atônita, viu um ser humano ter destroçada a sua dignidade enquanto médica, cientista e mulher”, explica a defesa.

Além disso, o processo aponta o presidente da CPI como alguém que foi ‘cúmplice’ dos ataques proferidos contra Nise.

“Percebe-se do tom de voz e do caráter intimidatório do senador Omar Aziz que esse foi cúmplice da desintegração moral da médica, posto que nada fez para impedir ou minorar a agressiva sanha de seu colega, sendo cúmplice e corresponsável pelos abusos suportados por Nise Yamaguchi”, acrescenta o texto.

Os advogados pedem, inclusive, que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue se os congressistas cometeram crime de abuso de autoridade.

O destino do valor, caso a médica vença a ação, será doado à redes hospitalares que atendem crianças com câncer.

Procurado pelo canal de TV, o senador Otto Alencar afirmou que a defesa, assim que notificada, “responderá de acordo com a lei que dá o direito de perguntar numa CPI”.

O senador Omar Aziz, por sua vez, aguarda notificação judicial para comentar o assunto.

COM INFORMAÇÕES DO PORTAL CONEXÃO POLÍTICA

É falso que vacinas provoquem “efeito imã” na pele

0

Vídeos tentam demonstrar que moeda gruda na pele após aplicação da vacina

Circulam nas redes sociais vários vídeos que tentam demonstrar que a vacina contra a Covid-19 causaria magnetismo na pele, ou seja, um efeito ímã. Uma moeda utilizada pelas pessoas ficaria grudada na pele no local onde a vacina foi aplicada por reação provocada pela composição do imunizante. Não é verdade. O professor de física, Keyllor França, afirma que não há possibilidade. 

São várias demonstrações compartilhadas. As pessoas aproximam a moda da pele, no local onde recebeu a vacina, e relatam que ela fica colada. A moeda também é pressionada em outros locais do corpo e o mesmo não acontece. A situação gera curiosidade e surpresa em quem faz os testes. 

A teoria não passa de um boato. Ao site de checagem Aos Fatos, as próprias fabricantes das vacinas disponíveis hoje no Brasil  (Fiocruz , Instituto Butantan e Pfizer) negaram que o imunizante cause os efeitos demonstrados nos vídeos. 

Keyllor França é professor de física e garante que não há nenhuma possibilidade da vacina provocar magnetismo. “Nenhum composto da vacina causa magnetismo no corpo, já que a vacina no estado líquido anula qualquer efeito magnético do imunizante. Esse boato surgiu devido a crença conspiracionista de que haviam nanopartículas na vacina, o que de fato não existe. Se de fato a ideia fosse verdadeira, as ampolas onde ficam armazenadas as vacinas ficariam grudadas umas nas outras”, explica França.

“Eu consigo fixar uma moeda na testa, nem por isso significa que tomei a vacina na testa”, brinca o professor Keyllor França. 

Questionada pelo site Aos Fatos, Fernando Kokubun, professor de Física na FURG (Universidade Federal do Rio Grande), lembrou que a reação nas demonstrações pode ser causada pela umidade (suor ou algum cosmético) ou ainda pela cola do curativo utilizado após a aplicação da vacina.  FONTE: Agência Alagoas